domingo, 31 de julho de 2016

Laranjinha do Mato ( Eugenia speciosa )

LARANJINHA DO MATO

( Eugenia speciosa ) - RNC 23997


Também conhecida como Pitanga Laranjinha ou Laranjinha do Cerrado, se trata de uma frutífera nativa da Mata Atlântica e das Matas de Altitude, que produz pequenas "laranjinhas" em grande quantidade, de formato liso ou enrugado. Seus frutos possuem sabor doce e agradável. Podendo ser consumidos in-natura, sucos, geleias e compotas.

Frutifica nos meses de Novembro a Janeiro. Arvoreta que chega até 9 metros de altura, porém dependendo da região encontrada nativa, não passa de um pequeno arbusto de 1 a 2 metros.

Frutifica precocemente, podendo ser plantada em vasos. Deve ser plantada a pleno sol ou meia sombra. Planta rústica, aceita a maioria dos solos.

Mudas desta espécie são comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe dos frutos

Detalhe dos frutos

Tamanho dos frutos

Tamanho dos frutos

Detalhe dos frutos

Doce em calda de Laranjinha da Mata

Detalhe dos frutos

Detalhe da florada

Detalhe dos frutos na árvore





sábado, 30 de julho de 2016

Guamirim Cereja ou Cambuí Preto ( Eugenia florida )

GUAMIRIM CEREJA ou CAMBUÍ PRETO

( Eugenia florida )

Frutífera nativa do Brasil, com formato e aparência bem próximo da cereja européia, porem de tamanho um pouco reduzido. Produz de Novembro a Janeiro grande quantidade de pequenos frutos, de polpa doce. Para consumo in-natura, em sucos e geleias. 

Árvore de médio porte, cresce de 5 a 9 metros de altura, porém pode pode ser mantido em formato de arbusto com podas. Pode ser plantado em vasos.

Deve ser plantada a pleno sol ou meia-sombra. Planta rústica, aceita a maioria dos solos, gosta de solo úmido, porém bem drenado. Ótima escolha para plantio em reflorestamentos, pois além de ser nativa atrai muitos pássaros e animais da fauna.

Mudas desta espécie são comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe dos frutos




sexta-feira, 29 de julho de 2016

Manga Van Dyck ( Mangifera indica )

MANGA VAN DYCK 

( Mangifera indica )


Variedade de manga oriunda de um caroço plantado na década de 1930 na propriedade da Sra. Madelene Van Dyck em Miami, Florida. Sendo que nos anos de 1950 já se torna um sucesso comercial na Florida devido a sua cor e sabor. Foi introduzida no Brasil na década de 1960.

Árvore moderadamente vigorosa e de copa aberta. Produz de Novembro a Janeiro. Frutos de tamanho médio, 300 a 400 g, de coloração muito atraente, com polpa firme e sem fibras. Pode ser consumida in-natura, sucos, geleias e compotas.

De porte médio, inicia a produção a partir do primeiro ano. Muito produtiva e resistente a pragas. Mudas desta espécie são comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:








quinta-feira, 28 de julho de 2016

Manga Parwin ou Parvin ( Mangifera indica )

MANGA PARWIN ou PARVIN

( Mangifera indica )

Variedade originária de um caroço de Haden plantado na década de 1940 por Clint Fisk Parvin, em Bradenton, Florida. Tendo como origem uma Haden, essa variação lembra muito o gosto desta, porém apresenta frutos de coloração vinho quando totalmente maduros, e é muito mais produtiva.

Produz de Dezembro a Fevereiro, frutos doces e sem fibras, inicia a produção um ano após o plantio das mudas enxertadas. Pode ser plantada em solos pedregosos e secos. É consumida in-natura, em sucos, geleias e compotas.

Mudas desta espécie enxertadas são comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:




quarta-feira, 27 de julho de 2016

Buriti ou Buritizeiro ( Mauritia flexuosa )

BURITI OU BURITIZEIRO

( Mauritia flexuosa )


Bela e imponente palmeira brasileira que chega até 30 metros de altura, ótima para uso em paisagismo ou em alamedas. Produz frutos muito ornamentais de casca vermelha e de polpa amarela alaranjada em grande quantidade.

Seus frutos comestíveis são de grande valor nutricional, possuem polpa farinhenta e sabor muito doce. Deles também são extraídos um óleo de grande valor medicinal. Além de serem consumidos in-natura, seus frutos são utilizados em sucos, doces, compotas, sorvetes e licores.

Da palmeira do buriti também pode ser extraído palmito, fibras para a confecção de itens de artesanato, e madeira para uso em móveis e construções. Plantar a pleno sol e em áreas com bastante umidade.

Mudas desta espécie são comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais sobre o buriti abaixo:

Frutos do Buriti


Usos e propriedades do Buriti - Veja mais no blog da UFRJ, clique aqui.

Buriti na Natureza

Veja muito mais sobre receitas de buriti e seu artesanato no site Cerratinga, clique aqui.
 

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Romã Amarela das Canarias ( Punica granatum alba )

ROMÃ AMARELA DAS CANÁRIAS

( Punica granatum alba )


Variedade de romã já observada a bastante tempo no Brasil, porém ainda muito rara de ser encontrada no comércio ou nos pomares. Produz frutos iguais e de mesmo sabor aos da romãzeira comum, porém são de casca amarela quando maduros, e sua polpa envolta das sementes é transparente.

Sua florada ornamental também difere da romã comum, sendo de coloração amarela-palha, o que faz desta uma excelente escolha para uso no paisagismo. Planta de pequeno porte, sendo indicada para plantio em vasos e também para bonsais. 

Planta rústica, pode ser plantada em diversos tipos de solo, porém sempre a pleno sol. Frutifica quase o ano todo.

Mudas desta variedade são comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:




Detalhes da florada
Detalhe da polpa transparente


Frutos da Romã Amarela em padrão comercial.



Frutos da Romã Amarela produzidos em Limeira-SP


Romãzeira Amarela com frutos ainda verdes em Limeira-SP

Detalhe da Romã Amarela florescendo e frutificando em vaso




sábado, 16 de julho de 2016

Manga Ubá de Minas ( Mangifera indica )

MANGA UBÁ de MINAS

( Mangifera indica )

Patrimônio imaterial de uma Cidade, e de um Estado


Esta fruta mineirinha de natureza, faz sucesso tanto para consumo in-natura, como nas mais diversas formas culinárias. Árvore rústica e muito produtiva, de rápido crescimento e frutificação.

Não se sabe se a Cidade de Ubá ou a Manga veio primeiro, porém todo mineiro e todos que experimentam adoram esta manga! Quem ainda não provou, corra para MG ou plante uma muda desta espécie.

O Viveiro Ciprest de Limeira, SP comercializa mudas desta espécie, para saborear in-natura ou fazer deliciosos pratos e sucos. www.ciprest.com.br  

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe dos frutos

Tamanho dos frutos

Detalhe dos frutos








Considerada uma dos melhores cultivares de manga do Brasil.

O suco desta espécie é muito doce, e considerado pela indústria uma das melhores polpas, tendo grande concentração de açúcar.



Chutney, de manga verde
Retirado de: come-se.blogspot.com 

Abaixo, materia publicada em Blog, sobre a Mangada de Ubá, pratimonio imaterial da Cidade de Ubá, desde 13 dezembro de 2003.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

MANGA UBÁ E RECEITA DE MANGADA


Patrimônio Municipal de UBÁ

Ubá tem a mangada mais saborosa do brasil, amarela como o ouro, como um manjar do céu, nasceu com D.Risoleta de Sousa em 1973. Em visita a Ubá em 1976, Carlos Drumond de Andrade, foi presenteado com algumas barras de mangada Ubaense.
O poeta agradeceu a gentileza da doceira mineira, enviado-a o seguinte cartão: 

'Rio, 21 de Janeiro de 1976.

Cara D. Leleca: Que sabor de infância, que sabor de Minas, no seu doce de manga! 
Adorei o presente delicado.`Só ficamos tristes, eu e minha mulher poque não estávamos em casa, quando o Saulo nos trouxe esta deliciosa encomenda. 

Gratíssimo 

Carlos Drumond de Andrade.'' 

*geralmente vendida nas feiras nos meses de novembro e janeiro.

RECEITA DE MANGADA

-25 mangas Ubá firmes e maduras raladas, tirando toda a polpa e desprezando os caroços. 
-250 g de açúcar. 
-1 limão--caldo 

Modo de Fazer:

Lavar as mangas e descascar.Ralar em filetes--ralo inox. 
Coar em peneira de bambú (taquara). Colocar a massa no tacho de cobre e levar ao fogo com o caldo de limão, sem o açúcar, deixando secar bem.Depois vá colocando o açúcar e mexendo aos poucos para não espirrar. 

Ponto do doce--desgrudando do fundo do tacho, indo para os cantos do mesmo.Deixar em ponto+ firme, se quiser cortar. No outro dia embrulhe no papel celofone.

obs: Tirar logo o doce do tacho para que não mude o sabor e para evitar também substâncias tóxicas que pode ser liberadas do cobre.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Crindiúva ou Pau Pólvora ( Trema micrantha )

CRINDIÚVA ou PAU PÓLVORA

( Trema micrantha )



A Crindiúva, também conhecida como Periquiteira, é uma árvore nativa do Brasil de pequeno porte e de rápido crescimento. Planta pioneira, é ideal para uso em reflorestamentos e na restauração de áreas degradadas.

Floresce nos meses de Setembro a Janeiro, e frutifica nos meses de Janeiro a Maio. Seus frutos pequeninos, são apreciados por pássaros em geral, com destaque para periquitos e maritacas. Sua florada atrai abelhas para produção de mel.

Ótima para arborização urbana, sua madeira é utilizada na fabricação de pólvora.

Cresce em solos de baixa fertilidade, porém não gosta de solo muito encharcado. Mudas comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos desta espécie:







domingo, 10 de julho de 2016

Tamarillo ou Tomate Francês ( Cyphomandra betacea )

TAMARILLO ou TOMATE FRANCÊS

( Cyphomandra betacea )


Nativo dos andes na América do Sul, o tomate francês, que também é conhecido como tomate de árvore ou tamarillo, é uma arvoreta de pequeno porte, que produz deliciosos frutos utilizados principalmente na culinária.

Produz frutos de coloração verde/alaranjada quando ainda estão verdes e vermelho/roxo quando estão maduros. Sua polpa é muito parecida com a o tomate, porém de gosto levemente picante. Podendo ser consumido in-natura ou no preparo de saladas, sucos, geleias, compotas e como acompanhamentos em pratos. Seus frutos apresentam diversas propriedades benéficas para a saúde.

De fácil cultivo, inicia a produção após 6 meses do plantio, produzindo grande quantidade de frutos quando atinge o formato de uma arvoreta. Produz quase o ano todo. Planta sensível a geadas. Gosta de solo fértil e úmido, porém com ótima drenagem.

Mudas desta espécie são comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos desta espécie abaixo:



Fruto cortado de Tomate Francês


Tomatê Francês em Fatias


Compota de Tamarillo


Veja a receita de uma deliciosa Caipirinha de Tomatê Francês no blog Come-se, da Neide Rigo, clique aqui.