terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Ervilha Borboleta Branca ( Clitoria ternatea )

ERVILHA BORBOLETA BRANCA

( Clitoria ternatea "alba" )


Variação da tradicional Ervilha Borboleta Azul, esta variedade produz flores brancas em grande quantidade. Trepadeira de pequeno porte e de rápido crescimento, é muito ornamental. Planta com propriedades e usos medicinais.

Pode ser cultivada como planta ornamental ou como PANC - Planta Alimentícia Não Convencional, onde suas flores são utilizadas de diversas formas, devido a serem comestíveis. De poucos cuidados, deve ser plantada a pleno sol ou meia sombra. Ótima planta fixadora de nitrogênio no solo.

Mudas desta planta serão comercializadas a partir do segundo semestre de 2018 pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe das flores

Detalhe da flor





domingo, 25 de fevereiro de 2018

Erva Baleeira ( Cordia verbenacea )

ERVA BALEEIRA

( Cordia verbenacea )


Também conhecida como Maria Milagrosa, a Erva Baleeira é uma planta arbustiva nativa da Mata Atlântica litorânea do Brasil, utilizada a muito tempo pela população nativa dessas regiões, principalmente pelos caiçaras. Com inúmeras propriedades medicinais, esta planta se destaca como um importante cicatrizante e anti-inflamatório.

Como visto, é utilizada na medicina popular há muito tempo, e mais recentemente vários medicamentos utilizam desta planta em sua formulação, sendo o principal deles, o creme anti-inflamatório Acheflan da Aché, produzido a partir do óleo essencial das folhas.

Planta arbustiva, não passa de 3 metros de altura. Suas folhas ásperas, possuem um forte aroma que lembra tabletes de tempero culinário de galinha. Planta muito ornamental, produz pequenas flores brancas em pencas, que posteriormente dão origem a grande quantidade de pequenos frutos de coloração vermelha viva, quando amadurecem.

Seu modo de utilização mais popular é na forma de chá, sendo o modo de preparo pode ser visto clicando aqui. Também vem sendo utilizada suas folhas como uma PANC - Planta Alimentícia Não convencional, para consumo na forma de tempero ou saladas de suas folhas. Saiba mais clicando aqui.

Planta rústica de fácil cultivo, deve ser plantada a pleno sol. De rápido crescimento, em poucos meses já chega a 1 metro de altura. Aceita a maioria dos solos, menos os encharcados.

Mudas desta espécie são comercializadas pela Ciprest sazonalmente. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe dos frutos e flores

Detalhe das folhas, flores e frutos

Detalhe

Detalhe





sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Cipó Prata ( Banisteriopsis oxyclada )

CIPÓ PRATA

( Banisteriopsis oxyclada )


Arbusto semilenhoso ou semi-trepadeira nativa do Brasil, é encontrada em praticamente todo o país, com exceção da região sul e na Amazônia. Produz grande quantidade de pequenas flores inicialmente brancas, e depois estas adquirem coloração róseas. Floresce principalmente no verão.

Apesar de ser pouco cultivado no país como planta ornamental, possui grande potencial para uso no paisagismo junto a muros, cercas, alambrados e pérgolas. De pequeno porte, não passa de 3 metros de altura. Planta com uso medicinal.

Muito rústica e de rápido crescimento, possui fácil cultivo. Deve ser plantada a pleno sol, aceitando a grande maioria dos solos, inclusive os mais pobres.

Mudas desta espécie são comercializadas sazonalmente pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe das flores

Detalhe da florada

Detalhe da florada

Detalhe das folhas

Detalhe dos botões de flores fechados

Detalhe das sementes





segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Caju Amarelo ( Anacardium occidentale )

CAJU AMARELO

( Anacardium occidentale )


Variação do tradicional cajueiro vermelho, seus frutos possuem casca de cor amarela viva. Muito produtivo, frutifica de setembro a fevereiro em maior quantidade, porém pode ocorrer outras frutificações no decorrer do ano. Seus frutos são doces e saborosos, podendo ser consumidos in-natura, sucos, sorvetes e doces. Suas castanhas podem ser consumidas também, após torra-las.

Árvore de médio porte, pode ser cultivada em pomares e quintais. Com alguns tratos culturais, é possível cultiva-lo em vasos grandes e obter frutificação. De fácil cultivo, gosta de regiões quentes e deve ser plantado a pleno sol. Aceita a maioria dos solos, desde que sejam bem drenados.

Mudas desta variedade são comercializados pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe dos frutos

Detalhe dos frutos





sábado, 17 de fevereiro de 2018

Araticum da Praia ou Mirim ( Annona ( Rollinia ) emarginata )

ARATICUM da PRAIA ou MIRIM

( Annona ( Rollinia ) emarginata ) - RNC 25398


Nativo das Restingas do litoral do sul do Brasil, o Araticum da Praia ou Mirim, é uma arvoreta frutífera que chega a ficar com no máximo 3 metros de altura. Planta ornamental devido aos seus frutos e as suas folhagens, é uma excelente opção para arborização urbana, principalmente sob fiação elétrica. 

Produz grande quantidade de pequenos frutos amarelo alaranjados, que apesar de serem pequenos e cheio de sementes, possuem uma polpa suculenta branca, de excelente sabor. Podem ser consumidos in-natura, sucos ou em geleias. Frutifica no período de novembro a março.

Planta muito rústica, se adapta bem em praticamente a todas as regiões climáticas do país, aceitando também uma grande diversidade de solos. Seus frutos são atrativos de pássaros. Pode ser facilmente cultivado em vaso.

As mudas começam a produzir frutos em menos de 1 anos após o plantio.

Mudas desta espécie são comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe do fruto cortado

Detalhe dos frutos

Detalhe dos frutos

Detalhe de planta frutificando em vaso





sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Alstonia de Kalimantan ( Alstonia macrophylla )

ALSTONIA de KALIMANTAN

( Alstonia macrophylla )


Belíssima árvore nativa de Kalimantan na Indonésia, também pode ser encontrada na Malásia, Filipinas e Vietnã. Árvore de grande porte, fica com até 30 metros de altura quando encontrada nativa, ou com até 12 metros de altura quando cultivada. Se destaca principalmente pela linda florada branca levemente perfumada, e por suas vagens de sementes compridas, muito ornamentais.

Apesar de pouquíssima conhecida no Brasil, existe um exemplar muito antigo em praça pública na cidade de Araras-SP, assim fazendo jus merecidamente ao título "Cidade das Árvores" que Araras possui. Desde a primeira festa das Árvores em 1902, esta cidade se destaca pelo uso de grande diversidade de árvores na sua arborização urbana.

Planta muito rústica de rápido crescimento, é uma boa opção para uso na arborização urbana, em praças, parques, jardins e alamedas. Aceita a maioria dos solos.

Mudas desta espécie são comercializadas sazonalmente pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe da florada

Detalhe da árvore

Detalhe das vagens e seu efeito ornamental na árvore

Detalhe da árvore na arborização urbana de Araras-SP

Detalhe da florada

Detalhe da florada

Detalhe das flores


quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Porangaba ou Café de Bugre ( Cordia ecalyculata )

PORANGABA ou CAFÉ de BUGRE

( Cordia ecalyculata ) - RNC 23865


Árvore nativa de norte a sul do país, a Porangaba quando encontrada na natureza chega a até 15 metros de altura, e quando cultivada dificilmente passa de 7 metros de altura. Seus belos frutos ornamentais vermelhos são um excelente alimento para diversos animais da fauna.

Produz frutos em grande quantidade, que podem ser consumidos quando estão bem maduros, porém não são muito apreciados, devido a serem adstringentes. Frutifica de janeiro a março. Planta com muitos princípios e usos medicinais, principalmente em suas folhas.

Planta de rápido crescimento e frutificação, começa a produzir frutos em 2 a 3 anos após o plantio. Uma excelente opção para uso em reflorestamentos de áreas degradas e para a arborização urbana.

Rústica, aceita a maioria dos solos. Deve ser plantada a pleno sol ou meia sombra. Mudas desta espécie são comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe dos frutos

Detalhe dos frutos

Detalhe dos frutos na árvore

Detalhe dos frutos na árvore




quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Cuietê ou Coité ( Crescentia cujete )

CUIETÊ ou COITÉ

( Crescentia cujete ) - RNC 35351


Também conhecida como Árvore de Cuia ou Cabaça, o Cuietê é nativo da América Central e da região norte da América do Sul, portanto é encontrado em estado nativo no Norte e Nordeste do Brasil. Seus belos e gigantes frutos esféricos são utilizados principalmente para artesanato e decoração. Possui propriedades medicinais.

Planta muito ornamental, se destaca onde é encontrada. Produz bela folhagem verde brilhante, com linda florada branca ou amarela antes da frutificação. Seus frutos de aspecto bastante ornamental, são apreciados pela fauna. Árvore de pequeno porte, não passa de 6 metros de altura quando cultivada. 

Planta de fácil cultivo, gosta de solos férteis e úmidos, com boa drenagem. Deve ser plantada a pleno sol ou meia sombra. Começa a florescer e frutificar em 2 a 3 anos após o plantio das mudas.

Mudas desta espécie são comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe dos frutos

Frutificando na arborização urbana

Frutificando na arborização urbana

Detalhe dos frutos

Frutos na árvore

Detalhe da florada

Belo exemplar de Cuietê utilizado no paisagismo de shopping em Rio Claro-SP, jardim projetado por Roberto Burle Max, um de seus últimos projetos.