quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Guabiroba Verde Rugosa ou da Restinga ( Campomanesia schlechtendaliana )

GUABIROBA VERDE RUGOSA ou da RESTINGA

( Campomanesia schlechtendaliana ) - RNC 23642


Nativa da Mata Atlântica e da Restinga da região Sudeste, a Guabiroba Verde Rugosa se encontra em ameaça de extinção na vegetação nativa dos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, devido ao desmatamento e a expansão urbana.

Entre as variedades de guabiroba, esta se destaca pelos frutos de tamanho médio e por ser uma das mais saborosas, sendo seu sabor doce ou agridoce. Estes podem ser consumidos in-natura, sucos, geleias, sorvetes e doces. Como em outros tipos de guabirobas, suas sementes não devem ser mastigadas, por serem amargas.

Planta de médio porte quando encontrada nativa chega até 12 metros de altura, e quando cultivada, fica de pequeno porte, chegando a no máximo de 6 metros de altura. Árvore ornamental, suas folhas são verde brilhosas e rugosas na nervação. Produz bela florada branca.

Espécie de fácil cultivo, não pode faltar em pomares de frutas exóticas e em reflorestamentos das áreas onde se encontrava nativa. Deve ser plantada a pleno sol ou meia sombra. Aceita a maioria dos solos, inclusive os mais arenosos.

Mudas desta espécie são comercializadas pela Ciprest. www.ciprest.com.br

Veja mais fotos abaixo:


Detalhe do fruto cortado

Detalhe dos frutos

Detalhe dos frutos

Detalhe dos frutos

Detalhe dos frutos

Detalhe dos frutos na planta

Detalhe dos frutos na planta

Tamanho dos frutos

Detalhe dos frutos






Nenhum comentário:

Postar um comentário